Capa

A era LinkedIn

Gerdau testa resiliência

A tática sem moderação da AMBEV

100 saídas para o pós-covid-19

Dinheiro perguntou a uma centena de líderes empresariais, artistas e entidades de todos os segmentos e tamanhos: como será O país após a pandemia? Há otimismo, mas a travessia será dura.

O dia em que o futuro chegou. E mudou tudo

Poucas gerações têm o privilégio, sem dúvida assustador, de assistir ao futuro chegar. A má notícia é que ele não vem pronto. A boa: pode ser construído com menos imperfeições. As lideranças do mundo do trabalho ouvidas pela DINHEIRO neste painel permitem, de forma extraordinária, jogar um pouco de luz sobre o que vivemos. E […]

A batalha do CZAR

Depois de ser afastado de decisões que envolvem a economia, Paulo Guedes se impõe na tentiva de evitar que a pandemia abra espaço para uma agenda desenvolvimentista e de favorecimentos políticos que seria uma rota certa aos erros do passado

Isolamento que dá lucro

Por trás da paralisia de parte da economia, há negócios e empresas que aceleram suas vendas e resultados. E as mudanças nos hábitos de consumo impostas pelo distanciamento social criam oportunidades para inovar e crescer.

A Covid-19 e o fator Bolsonaro

Medidas do governo federal para diminuir os impactos da quarentena sobre a economia e evitar um colapso da saúde pública somam R$ 800 bilhões. O setor empresarial se queixa da falta de clareza sobre como os recursos chegarão a quem precisa. Outro grande risco: as atitudes do presidente da República.

A economia da solidariedade

Em meio à retração provocada pela pandemia de Covid-19, surge uma corrente do bem liderada por empresas conscientes de sua responsabilidade social. Ela envolve desde doações até a criação de fundos emergenciais para socorrer setores afetados pela paralisia nos negócios. Superar a maior crise global desde a Segunda Guerra exige empatia — e isso pode originar um novo capitalismo, mais consciente.

A busca pela vacina

Em meio à escalada global de contágio e de mortes causadas pelo coronavírus, laboratórios e institutos de pesquisa no Brasil e no mundo investem bilhões para encontrar a droga que possa frear a pandemia cujos efeitos já são comparados aos da segunda guerra.

O pandemônio do câmbio se instala no Brasil

Ao romper a barreira histórica dos R$ 5,00, o dólar se torna mais uma fonte de preocupação para a economia brasilera, incapaz de retomar o crescimento e ameaçada
pela iminência de recessão global pelo covid-19. Quais os impactos no mercado financeiro, nas empresas e no seu bolso?

O impacto do coronavírus no turismo

Pânico com o covid-19 deixa Cidades desertas, esvazia hotéis, obriga aéreas a cancelar rotas e impede que navios de cruzeiro desembarquem passageiros. Perdas são estimadas em US$ 30 bilhões apenas na aviação.

A Monte Carlo brasileira de Lamborghini

Herdeiro de uma das mais tradicionais marcas do mundo, Tonino Lamborghini lança empreendimento de luxo em Balneário Camboriú e acelera seus planos para o mercado brasileiro.

Um plano que dá lucro

Sob o comando do italiano Pietro Labriola há quase um ano, a operadora de telefonia TIM Brasil cresce em faturamento, aumenta suas margens e registra alta de mais de 55% nas ações nos últimos 12 meses. O pacote de estratégias para este ano inclui parcerias com concorrentes, lançamento de serviços financeiros e preparação para o 5G.

Campeões da qualidade

Em dúvda sobre onde aplicar seus recursos? relaxe. Com exclusividade para A DINHEIRO, um levantamento do Centro de Estudos em Finanças da Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em parceria com o Instituto Fractal, avaliou quais são os Melhores Bancos e plataformas para você Investir.

A força feminina nos negócios

Garra, resiliência, talento, foco e sensibilidade são algumas das características marcantes de executivas e empreendedoras brasileiras que estão fazendo a diferença no mundo corporativo. E mostrando que elas podem muito mais.

A Bayer entra na fila do SUS

A gigante farmacêutica alemã projeta dobrar, em dois anos, a participação das vendas para o setor público, que hoje responde por 25% do faturamento da companhia no Brasil. lançamentos de remédios de alta complexidade e mudança da sede regional,dos EUA para São Paulo, mostram a confiança da empresa no país.

Um porto mais eficiente para o Brasil

O Porto de Santos movimenta 30% da balança comercial do país e tem projetos com potencial de atrair R$ 11 bilhões em investimentos. A privatização está prevista para 2021.