Edição nº 1146 11.11 Ver ediçõs anteriores

As Melhores da Dinheiro 2019

Temos que acabar com o Estado empresário

O otimismo como motor de arranque

As Melhores da Dinheiro 2019. João Doria: “Precisamos exterminar as estatais”

As campeãs do crescimento

Cerimônia de premiação As Melhores da Dinheiro 2019 reconhece o talento dos líderes empresariais que souberam alcançar bons resultados mesmo enfrentando um cenário econômico desafiador. Discursos de Rodrigo Maia, Salim Mattar, Henrique Meirelles e João Doria reforçam a importância de avançar na agenda de reformas e de reduzir o gigantismo do Estado brasileiro

As 1.000 maiores da DINHEIRO

As empresas encontram o caminho do crescimento

Além de premiar os destaques da gestão a partir de critérios técnicos e editoriais, AS MELHORES DA DINHEIRO lista os conglomerados de performance de excepcional nas cinco dimensões avaliadas

Como são eleitas as melhores

Conheça os critérios usados para transformar os dados fornecidos pelas empresas em informações que permitem eleger as campeãs em 22 setores da economia, além dos destaques da gestão

De olho no futuro

Vencedora em seu segmento pela segunda vez consecutiva, a Via Engenharia se reestrutura para superar a queda de investimentos em obras públicas e o impacto de ter sido investigada pela Lava Jato

As Melhores da Dinheiro 2019: todos os vencedores

Confira abaixo a relação de todos os vencedores da premiação As Melhores da Dinheiro 2019. A grande vencedora da noite foi a Cervejaria Ambev, eleita a Empresa do Ano. Bancos: Itaú – Imunidade aos solavancos Bancos Digitais: Agibank – O cliente no centro Bancos Especializados: BTG Pactual – As virtudes da disciplina Agronegócios: SLC Agrícola […]

O poder das médias

Enfraquecida diante da concorrência estrangeira, a indústria química e petroquímica viu seus lucros subirem devido a uma alta nos preços internacionais. Exigindo competitividade, o mercado se acirrou. Gigantes do setor continuam a enfrentar problemas estruturais, mas as pequenas empresas podem dar um exemplo do que se pode fazer

Remédio brasileiro para o mundo

A Eurofarma, primeira multinacional farmacêutica de capital 100% brasileiro, se torna a segunda mais prescrita do País e busca repetir o mesmo sucesso no exterior – onde já conta com 20 operações próprias

Inquietação constante

Empresa catarinense é bicampeã na categoria Tecnologia, Software e Serviços, em que inovação constante é diretriz invariável, e reforça aposta em Internet das Coisas

A receita que ignora crises

Com aumento na produção e maior valor de commodities como milho e soja, a cooperativa de Campo Mourão (PR), que reúne 28,6 mil associados, viu seu faturamento crescer em 35% em 2018, chegando a R$ 14,2 bilhões

A tradição de inovar

Acompanhando de perto as transformações do varejo, as Lojas Americanas quebram as barreiras entre o digital e o mundo físico com um modelo que pretende revolucionar até a forma pela qual os clientes lidam com o dinheiro

Nas mesas do mundo

Como as grandes empresas brasileiras, com destaque para a BRF, investem para colocar comida melhor e mais acessível no prato de uma população global crescente e com fome de novidades

A força do propósito digital

As operadoras de serviços de telecomunicações investiram R$ 30 bilhões no Brasil em 2018, montante 7% maior que o do ano anterior. A maior parte desses recursos tem como destino a infraestrutura, mas a líder Vivo tem uma ambição maior por trás de seus aportes: digitalizar o Brasil

Valor agregado e protegido

Com 1.000 carros-fortes distribuídos por todas as regiões do País, o Grupo Protege avança no mercado de soluções em logística diversificando a oferta de produtos para pequenos e médios varejistas, além de cooperativas de crédito

Guardião dos dados públicos

Diante da necessidade de se reinventar, o Serpro, maior estatal de serviços de tecnologia da informação do Brasil, aprimorou a sua governança corporativa, investiu em inovação e encontrou na iniciativa privada um novo nicho de mercado

Uma potência do campo

A companhia gaúcha encontrou a fórmula certa para expandir suas fronteiras e se consolidar como uma das maiores do agronegócio brasileiro. Em 2018, o crescimento foi de 13% em relação ao ano anterior

A revolução no supermercado

Sob o comando do CEO Peter Estermann, o GPA mais que duplicou o seu lucro em 2018. A receita? investir em transformação digital e no fortalecimento de marcas

A união faz a força

Adquirida pela Suzano Papel e Celulose em janeiro deste ano, a Fibria foi a melhor empresa em recursos humanos de 2018. cabe agora à nova Suzano criar uma cultura corporativa inovadora sem perder Os pilares construídos por gestões distintas

Com o impulso de um gigante

Apoiada na extensa capilaridade das 4,7 mil agências Bradesco espalhadas pelo país, a seguradora ligada ao banco cresce bem acima da média

A combustão do sucesso

Diante da grave dos caminhoneiros, a distribuidora de gás liquefeito de petróleo (GLP) da Petrobras investiu em inovação e viu sua rentabilidade saltar. A geração de caixa da empresa em 2018 chegou a R$ 273,4 milhões, mais de 100% acima dos números obtidos em 2017

  • 1
  • 2