Cartão de embarque

Presente nos Estados Unidos desde 2016, a brasileira ClearSale, empresa de gestão de fraudes de cartão de crédito no e-commerce, acaba de abrir um escritório no México. Hoje, 3% da da sua receita vêm do exterior, com uma base de 400 clientes, que inclui nomes como Asus e Timex. Para 2018, a projeção é faturar R$ 170 milhões. A ClearSale avalia ainda investir em uma nova operação, na Austrália, em dois anos. E busca um fundo para comprar até 30% da companhia. “Queremos um parceiro que catalise a nossa expansão internacional”, diz Bernardo Lustosa, CEO e cofundador da empresa.

(Nota publicada na Edição 1094 da Revista Dinheiro)