Edição nº 1134 19.08 Ver ediçõs anteriores

Cartão de embarque

Presente nos Estados Unidos desde 2016, a brasileira ClearSale, empresa de gestão de fraudes de cartão de crédito no e-commerce, acaba de abrir um escritório no México. Hoje, 3% da da sua receita vêm do exterior, com uma base de 400 clientes, que inclui nomes como Asus e Timex. Para 2018, a projeção é faturar R$ 170 milhões. A ClearSale avalia ainda investir em uma nova operação, na Austrália, em dois anos. E busca um fundo para comprar até 30% da companhia. “Queremos um parceiro que catalise a nossa expansão internacional”, diz Bernardo Lustosa, CEO e cofundador da empresa.

(Nota publicada na Edição 1094 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Nike lança assinaturas

Plataformas tecnológicas foram as que mais se aproveitaram para a reinvenção de segmentos a partir de assinaturas – Netflix é um [...]

Tá buscando o quê?

Mais das metades das buscas no Google geram zero clique. No restante, 9 em cada 10 clicam em links orgânicos e 1 nos links [...]

Tecnologia tá dizendo: seu comportamento é genético

Pesquisadores da Universidade Utah Health, liderados por Christopher Gregg, tentam entender a relação entre comportamento e genética. E [...]

DiDi cria empresa para carro autônomo

Líder global em transporte por aplicativo, a DiDi – dona da 99 no Brasil – anunciou que sua unidade de veículos autônomos, criada em 2016, será transformada em uma empresa independente. A decisão foi tomada para concentrar, e acelerar, produtos e soluções de P&D. O atual head de tecnologia da DiDi, Bo Zhang, será CEO […]

A onda Podcast

(Nota publicada na Edição 1134 da Revista Dinheiro)
Ver mais