Negócios

Carrefour: remédios exigidos pelo Cade na aprovação da compra do Big ficaram abaixo do esperado



O Carrefour Brasil confirmou nesta quarta-feira, 25, por meio de fato relevante, a aprovação da compra do Grupo Big pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) com remédios. O aval do órgão está condicionado ao cumprimento do Acordo em Controle de Aquisições (ACC).

Na avaliação da compradora, “os remédios determinados ficaram em patamar sensivelmente inferior” àquele mencionado na declaração de complexidade da Superintendência-Geral do Cade, que sugeria o desinvestimento de cerca de 10% das lojas do Grupo Big, conforme divulgado pela companhia em 25 de janeiro.

O ACC estipulado hoje prevê que 14 lojas, sendo 11 hipermercados/atacarejos e 3 supermercados/soft discount deverão ser desinvestidas após o fechamento da operação, as quais representam aproximadamente 3,6% do parque total de lojas e 6,0% da receita de 2021 do Grupo Big.

O fato relevante informa ainda que, com a aprovação do Cade, as partes poderão desde já realizar o fechamento da operação, o qual depende ainda do cumprimento (ou renúncia, quando aplicável) de determinadas condições precedentes previstas no contrato.