Agronegócio

Carnes: com reabertura de unidades, sacrifício de animais será evitado

Crédito: Agência Brasil

Aves: possibilidade de sacrificar os animais foi aventada pelas empresas nos últimos dias antes de obterem autorização para voltar a operar (Crédito: Agência Brasil)

São Paulo, 20 – BRF, Minuano e JBS disseram que, com a reabertura das unidades de abate de aves das duas primeiras em Lajeado e da última em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, não terão mais que recorrer ao sacrifício dos animais. A possibilidade foi aventada nos últimos dias antes de as companhias obterem autorização para voltar a operar. Isso porque, com as unidades paralisadas, as aves ficaram nas granjas e superaram o peso ideal de abate.

Com casos de coronavírus, frigoríficos são interditados no RS e em SC

Lucro da BRF sobe 120,6% e atinge R$ 690 milhões no 4º trimestre de 2019

A BRF informou que “diante da retomada da operação em Lajeado e em decorrência de acordo homologado pela Justiça” a empresa decidiu que realizará ainda esta semana o abate de 100 mil aves que antes seria executado nas granjas e agora será feito na fábrica. “As aves serão abatidas e passarão por todos os procedimentos de controle do Ministério da Agricultura, por meio do Serviço de Inspeção Federal (SIF)”, informou.

De acordo com a empresa, o destino do frango abatido “será avaliado no frigorífico no momento do abate, sob os protocolos de inspeção”. Fontes do setor no Rio Grande do Sul disseram que o destino das aves será a produção de industrializados, mas a BRF não confirmou. A unidade da empresa em Lajeado voltou a operar esta semana após acordo judicial com o Ministério Público do Rio Grande do Sul.

A Minuano, que abate aves para a BRF num acordo de terceirização, também não terá de recorrer ao sacrifício das aves, já que voltou a operar depois de fechar um acordo judicial com o MP-RS.

Questionada, a JBS informou, por meio de sua assessoria, que não teve de sacrificar animais das granjas de integrados, pois as aves que seriam abatidas em Passo Fundo foram remanejadas para outras unidades enquanto a fábrica ficou fechada. A planta voltou a operar nesta quarta-feira após liminar do Tribunal Superior do Trabalho.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?