Economia

Carne Fraca: governo atualiza lista de países que restringem produto brasileiro

Mesmo com a reabertura dos mercados da China, Chile e Egito à carne brasileira, atualmente chega a 31 o número de mercados que adotaram algum tipo de restrição ao produto nacional ou solicitaram informações adicionais ao País, por causa da Operação Carne Fraca. Nesta semana, entraram para lista Peru, que fez a suspensão temporária de dois frigoríficos, além do Bahrein, Marrocos, Zimbábue, Santa Lúcia e Irã. A relação foi atualizada às 13h desta segunda-feira, 27, pelo Ministério da Agricultura (Mapa).

A lista mostra que dez mercados decidiram suspender as compras apenas das unidades frigoríficas investigadas na Operação Carne Fraca da Polícia Federal e que outros 14 mercados mantêm algum tipo de suspensão ao produto nacional. Relaciona, ainda, outro mercados que reforçaram o controle pelas autoridades sanitárias (aqui entram os Estados Unidos) e mais um que enviou pedido de informação ao Brasil (Irã). Veja abaixo a relação atualizada):

REABERTOS

China: reaberto em 25/março; SIF 530 suspenso; registro de 7 veterinários brasileiros cancelados.

Chile: reaberto em 25/março; 21 SIFs envolvidos permanecem sob suspensão temporária.

Egito: reaberto em 25/março 21 SIFs envolvidos permanecem sob suspensão temporária.

Coreia do Sul: reaberto em 21/março; aumento de amostras inspecionadas.

MERCADOS QUE ACOLHERAM DECISÃO DO BRASIL DE SUSPENDER APENAS SIFs INVESTIGADOS

Japão: suspensão temporária de 21 SIFs envolvidos.

África do Sul: suspensão temporária e pedido de informações de 6 SIFs exportadores.

União Europeia: suspensão temporária, intensificação de controles sanitários (100% das exportações brasileiras de produtos agrícolas) e pedido de informações detalhadas sobre 21 SIFs (decisão mantida em 24/3).

Suíça: suspensão temporária e pedido de informações detalhadas sobre 21 SIFs (segue UE).

Arábia Saudita: suspensão temporária e pedido de informações de 4 SIFs envolvidos (530, 1010, 270 e 2156).

Canadá: suspensão temporária de 2 SIFs envolvidos.

Emirados Árabe: suspensão temporária de 6 SIFs exportadores

Vietnã: suspensão temporária de 21 SIFs envolvidos

Peru: suspensão temporária de 2 SIFs e suspensão por 180 dias de novos pedidos de habilitação.

Bahrein: suspensão temporária de 4 SIFs envolvidos (segue Arábia Saudita)

MERCADOS COM BARREIRAS APLICADAS PARA ALÉM DOS 21 SIFs SUSPENSOS PELO MAPA

Hong Kong: suspensão temporária e recall no mercado de produtos provenientes dos 21 SIFs envolvidos de produtos cárneos.

Argélia: suspensão temporária de produtos cárneos.

Jamaica: suspensão temporária com recall de produtos no mercado interno de carne processada.

Trinidad e Tobago: suspensão temporária com recall de produtos no mercado interno de carne processada.

Panamá: suspensão temporária de carne processada .

Catar: paralisação de desembaraço aduaneiro até validação de testes por amostragem de produtos cárneos

México: suspensão preventiva de produtos cárneos (Brasil exporta apenas frango).

Bahamas: suspensão temporária de produtos cárneos.

São Vicente e Granadinas: suspensão temporária com recall de produtos no mercado interno de produtos cárneos.

Granada: Recall no mercado interno de carne processada.

São Cristovão e Névis: suspensão temporária e recall de produtos no mercado interno de carne processada.

Marrocos: suspensão temporária de produtos cárneos.

Zimbábue: suspensão temporária de produtos cárneos.

Santa Lúcia: suspensão temporária e recall de produtos no mercado interno de carne processada.

REFORÇO DO CONTROLE PELAS AUTORIDADES SANITÁRIAS

Estados Unidos: aumento para 100% das amostras inspecionadas (decisão mantida pelo USDA em 23/3) de produtos cárneos.

Malásia: elevação dos controles sanitários para nível 5 de produtos cárneos.

Argentina: reforço dos controles sanitários de produtos cárneos.

PEDIDOS DE INFORMAÇÃO

Israel: pedido de informação sobre unidades exportadoras de produtos cárneos.

Barbados: pedido de informação sobre exportações provenientes dos SIFs envolvidos de carne processada

Rússia: pedido de informações sobe SIFs específicos de produtos cárneos.

Irã: pedido de informações sobre produtos cárneos.

Fonte: Ministério da Agricultura (Mapa)

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel