Economia

Carga do sistema elétrico deve crescer 2,7% neste ano ante 2016, diz ONS


A carga do sistema elétrico vai crescer 2,7% neste ano, comparado a 2016, informou nesta quinta-feira, 6, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). A previsão anterior, de dezembro, era de crescimento de 2,2%. A expectativa para o ano é que a soma da carga com as perdas alcance 66.376 megawatts (médios), segundo a primeira revisão quadrimestral do Planejamento Anual da Operação Energética para o período de 2017 a 2021.

“Para o ano 2017, há a expectativa de um início de retomada da economia, com rebatimento no consumo, cuja previsão de crescimento é de 2,1%”, traz o documento.

Ao fim do período, em 2021, a carga do Sistema Interligado Nacional (SIN) deve chegar a 76.402 MWmédio. O operador prevê expansão média anual de 3,6% ao ano. No período de cinco anos, o segmento industrial deve crescer 3% ao ano, “considerando-se expectativas de retomada da utilização da capacidade instalada de alguns segmentos grandes consumidores de eletricidade”, segundo o ONS. Já as classes residencial e comercial devem ter expansão, em média, de 3,8% e 3,9% ao ano, respectivamente.

Para fazer suas projeções, o ONS considerou crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 0,5% ao ano em 2017 e de 2% ao ano, ao longo dos cinco anos. “Ainda que a expectativa dos agentes seja positiva, os resultados conjunturais ainda mostram volatilidade dos indicadores de atividade, corroborando com a continuidade das incertezas acerca dos fatores que viabilizarão uma retomada consistente e robusta da economia nos próximos anos. Dessa forma, a expectativa é de que a recuperação econômica ocorra de forma suave e gradual, proporcionada pela expectativa de um cenário de maior previsibilidade, por um aumento da utilização de capacidade instalada, e pela expectativa de retomada dos investimentos”, informou.