Negócios

Caoa entra no mercado de locação de carros com contratos de 12 a 36 meses

O grupo Caoa, que atua como fabricante e revendedor de veículos no Brasil, decidiu entrar no mercado de locação, anunciou nesta terça-feira o CEO da companhia, Mauro Correia, em evento de fim de ano com jornalistas. Os primeiros carros já foram alugados nas últimas duas semanas, para clientes corporativos.

Nesse início, a empresa pretende fazer contratos de locação de 12 a 36 meses. E a ideia não é ficar só nos clientes pessoas jurídicas, mas chegar também às pessoas físicas. Pelo modelo de contratos longos, a Caoa se diferencia das locadoras tradicionais, que em geral trabalham com diárias. Em segundo momento, no entanto, a Caoa pretende fazer locações diárias também.

Segundo o CEO do grupo, a rede de revendas será utilizada para o negócio. Hoje, são 216 pontos espalhados pelo Brasil e há o plano de abrir mais 100 unidades em até dois anos. As primeiras locações têm sido feitas em São Paulo, mas a intenção é replicar o modelo no restante do País. Hoje, já há 400 carros alugados.

Correia disse que não há uma meta para 2020, mas acredita que é possível alugar 10 mil carros no ano. Em contratos de 36 meses, por exemplo, será possível trocar o carro a cada 12 meses. A intenção do grupo é revender o veículo após o aluguel. Serão alugados carros de todas as marcas representadas pelo grupo Caoa no segmento de distribuição, como a Ford, por exemplo.