Política

Candidatos ignoram legislação e impulsionam conteúdo em dia de eleição

Candidatos estão impulsionando publicações pagas no Facebook em seus nomes mesmo no dia da eleição. A reportagem identificou os casos por meio da Biblioteca de Anúncios do Facebook.

A resolução nº 23.551 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que fala sobre propaganda eleitoral, diz que é crime, punível com detenção de seis meses a um ano, com alternativa de prestação de serviços à comunidade, a publicação de “novos conteúdos ou o impulsionamento de conteúdos nas aplicações de internet”.

É o caso do candidato a deputado federal Netinho Lapenda, do Pros em Pernambuco, que pagou para impulsionar uma foto dele, depois de ter votado, com seu número. “Voto na urna!!!!”

O candidato a deputado estadual pelo PSL no Rio de Janeiro vereador Poubel também impulsionou duas postagens, com vídeos em que pede votos, ambas iniciadas neste domingo.

Celso Adame, candidato a deputado estadual de Rondônia pelo PSL, também pagou para impulsionar um vídeo defendendo sua candidatura.

Outros candidatos fizeram propaganda no dia 6 e pagaram para que ela continuasse no ar neste domingo mas, neste caso, a resolução diz que não há irregularidade. Mesmo assim, praticamente todos os candidatos retiraram do ar seus anúncios no dia 6. É o caso de todos os presidenciáveis que tinham anúncios no ar, como Henrique Meirelles (MDB) e Geraldo Alckmin (PSDB), que estavam entre os que mais pagaram para impulsionar suas postagens na rede social.

Procurado, Lapenda disse que não tem assessoria e que o anúncio passou despercebido. “Achei que não poderia fazer campanha e pedir votos, como pode ver, é uma imagem com minha filha na seção de votação após as 15h. Imediatamente pausei quando soube por você.” A reportagem tentou contato com Poubel e Adame, mas não teve retorno até o momento.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?