Economia

Candidato mexicano para dirigir OMC convoca China ao trabalho para superar “paralisia”

Candidato mexicano para dirigir OMC convoca China ao trabalho para superar “paralisia”

Jesús Seade em coletiva de impresa em Genebra em 15 de julho de 2020 - AFP/Arquivos

O candidato mexicano à presidência da Organização Mundial do Comércio (OMC), Jesús Seade, pediu à China que se esforce para tirar o corpo da “paralisia atual”, como parte de sua intensa campanha para liderar a instituição com sede em Genebra.

Em um colóquio virtual organizado pelo think tank Council of the Americas, Seade disse que em troca o resto do mundo deve “envolver a China nas negociações e ver onde se pode chegar”.

Essas eleições estão ocorrendo em um estado de anormalidade, já que o atual diretor da OMC, o brasileiro Roberto Azevedo, anunciou em 14 de maio sua renúncia antecipada por motivos pessoais.

Além da pandemia que tem afetado o comércio internacional e a economia global, o novo diretor-geral enfrenta a crescente tensão entre Estados Unidos e China e ameaças de Washington de deixar a organização, em linha com as críticas ao multilateralismo que o governo de Donald Trump.

O diplomata mexicano de 73 anos que liderou a reta final das negociações do novo acordo de livre comércio norte-americano T-MEC chega à corrida para liderar a organização comercial com experiência no cenário internacional e por ter feito parte do negociações para fundar a OMC na década de 1995.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?