Giro

Câncer: 1º paciente humano é vacinado com vírus que mata vários tipos de tumores

Crédito: Reprodução/Pixabay

O teste sela o início dos estudos clínicos de fase 1 que visam desenvolver tratamento para tumores de câncer de cólon, pulmão, mama, ovário e pâncreas. (Crédito: Reprodução/Pixabay)



Cietistas dos Estados Unidos e da Austrália realizaram o primeiro teste, em humanos, de vírus que promete matar células cancerígenas, depois de testes bem sucedidos em animais, com redução de tumores de cólon, pulmão, ovário e pâncreas.

Conhecido como Vaxinia, o organismo geneticamente modificado pode replicar e eliminar as células desorganizadas enquanto preserva as saudáveis, segundo pesquisadores da empresa de biotecnologia Imugene e do Centro de Pesquisa e Tratamento do Câncer City of Hope, em Los Angeles, nos Estados Unidos. ​​

+ Ministério da Saúde abre consulta sobre diagnóstico do câncer de pele

O primeiro teste em um ser humano sela o início dos estudos clínicos de fase 1 que visam desenvolver tratamento para tumores de câncer de cólon, pulmão, mama, ovário e pâncreas. Os pesquisadores dizem que o vírus pode controlar o sistema imunológico e aumentar o nível de uma proteína chamada PD-L1 em tumores, o que deve tornar essa terapia mais eficaz.



“Nossa pesquisa anterior demonstrou que os vírus oncolíticos podem estimular o sistema imunológico a responder e matar o câncer, bem como estimular o sistema imunológico a ser mais responsivo a outras imunoterapias, incluindo inibidores de checkpoints”, disse Daneng Li MD, chefe da pesquisa e professor assistente. do Departamento de Oncologia Médica e Pesquisa Terapêutica da Cidade da Esperança.

Tumores eliminados

A Vaxinia, ou CF33-hNIS VAXINIA, é um tipo de ‘vírus oncolítico’ – um vírus encontrado na natureza que foi geneticamente modificado especificamente para combater o câncer.


Os testes em animais mostraram que a Vaxinia foi capaz de reduzir o tamanho de tumores de câncer de cólon, pulmão, mama, ovário e pâncreas.

E o melhor é que, ao contrário de outros tratamento, a Vaxinia conseguiu estimular o sistema imunológico do paciente e aumentar o nível de uma proteína chamada PD-L1 em ​​tumores, tornando a imunoterapia mais eficaz contra o câncer.

“Agora é a hora de aumentar ainda mais o poder da imunoterapia, e acreditamos que o CF33-hNIS tem o potencial de melhorar os resultados para nossos pacientes em sua batalha contra o câncer.”

Fase 1

O ensaio clínico de Fase 1 pretende recrutar 100 pacientes com câncer com tumores sólidos metastáticos, ou avançados, em aproximadamente 10 locais nos Estados Unidos e na Austrália.

A previsão é que esta estapa dure aproximadamente 24 meses, ou 2 anos.

Os pacientes começarão recebendo uma dose baixa de Vaxinia, seja como uma injeção diretamente nos tumores, ou por via intravenosa.

Uma vez demonstrada a segurança da Vaxina, alguns participantes também receberão um medicamento de imunoterapia chamado pembrolizumab, que melhora a capacidade do sistema imunológico de combater as células cancerígenas.

“Curiosamente, as mesmas características que eventualmente tornam as células cancerígenas resistentes à quimioterapia ou tratamento de radiação, na verdade, aumentam o sucesso de vírus oncolíticos, como o CF33-hNIS”, disse Yuman Fong, diretor de oncologia cirúrgica na City of Hope e o principal desenvolvedor do vírus geneticamente modificado.

O ensaio clínico utilizou coxsackievirus vivo, um dos muitos vírus que podem causar um resfriado comum, em combinação com pembrolizumab.

Os pesquisadores dizem que a combinação reduziu os tumores de melanoma em quase metade (47%) de 36 homens e mulheres que receberam a terapia em poucas semanas, por pelo menos dois anos.







Tópicos

BRCA2 BRCA2 alteração genética BRCA2 gene BRCA2 o que é? BRCA2 o que faz? câncer Câncer Colorretal Câncer cura câncer de boca cancer de intestino Cãncer de mama câncer de pele Câncer de Pênis bicicleta Câncer de Pênis cong~enito Câncer de Pênis diagnóstico precoce Câncer de Pênis esportes Câncer de Pênis hereditário? Câncer de Pênis hospital de Brasília Câncer de Pênis incid~encia Brasil Câncer de Pênis medicamento Câncer de Pênis novo tratamento Câncer de Pênis novos tratamento teste Brasil Câncer de Pênis procedimento Câncer de Pênis quantos morrem mundo Câncer de Pênis riscos Câncer de Pênis voluntários testes clínicos câncer de próstata câncer de vulvo câncer metastático câncer no intestino sintomas câncer o que é? câncer pulmonar câncer sintomas câncer sobrevida Câncer tratamento CÉLULA-TRONCO células-tronco Centro de Pesquisa Biomédica da Rede do Câncer colorretal como evitar câncer como tratar câncer compostos orgânicos voláteis DNA Enhertu enhertu astrazeneca formica fusca formiga cancer formigas formigas câncer formigas podem aprender a farejar células cancerígenas humanas HER2 Instituto de Investigação em Biomedicina de Barcelona irb MCLA-158 merus mieloma múltiplo o que é? Mieloma Múltiplo sintomas morte câncer brasil 2021 morte doenças mentais brasil 2022 morte transito 2022 mortes pandemia 2022 organoide organoides pandemia expectativa de vida Petosemtamab por que o gene BRCA2 mutou? principais causas de morte brasil qual a doença que mais mata mulheres qual a doença que mais mata no Brasil saúde tipos de cancer tratamento com formigas tratamento contra câncer