Economia

Campos Neto: nas reuniões do FMI, debatemos mudanças estruturais na demanda

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que, nas reuniões do Fundo Monetário Internacional (FMI) esta semana em Washington, foram discutidas as mudanças estruturais na demanda com a pandemia de covid-19, com o aumento de consumo de bens em substituição aos serviços e qual é a persistência desse fenômeno.



“Há esse entendimento agora de que estamos vivendo um deslocamento da demanda. Não há um problema na oferta, apenas em alguns produtos. A questão é quanto tempo esse deslocamento temporário de demanda irá durar. Achamos que vai durar mais o deslocamento da demanda. E deve ter implicações para Brasil e o que faremos em termos de política monetária.”

Campos Neto também disse que pouco se falou no FMI sobre as consequências do aumento do endividamento dos países provocado pela covid-19.

“Poucas pessoas no FMI falaram sobre o endividamento. Não falaram sobre as consequências disso. Com as baixas taxas de juros e a longa duração, o nível de endividamento dos países merece mais atenção”, considerou.

Campos Neto participa de evento online organizado pelo Goldman Sachs, nesta sexta-feira, 15.




Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?

Tópicos

BC Campos Neto FMI