Economia

Campos Neto: faz parte do processo de avanço tecnológico falhar

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta sexta-feira, 25, que a autarquia tem investido muito em projetos como o do sandbox regulatório (caixa de areia regulatória, no original em inglês) e em laboratórios de inovação. “Tem muita coisa importante no mundo de tecnologia”, disse.

Segundo ele, uma grande barreira para a inovação é o “custo de falhar”. “Faz parte do processo de avanço tecnológico falhar”, defendeu.

Campos Neto também fez uma defesa da regulação proporcional do sistema financeiro. “Quando você é muito pequeno, você tem uma regulação menor”, disse.

Ao avaliar o futuro do sistema financeiro, ele ponderou ainda que, daqui para frente, pode ser que a coisa mais importante não seja o produto, mas o canal”.



Campos Neto participou hoje da 31ª edição do CIAB Febraban, promovida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago