Economia

BC: houve aumento da volatilidade do câmbio e na proporção de minicontratos

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Não é necessariamente uma relação de causa", afirmou Campos (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto , afirmou que houve um “aumento coincidente” entre a volatilidade no mercado de câmbio e dos minicontratos de dólar. “Não é necessariamente uma relação de causa”, afirmou, em apresentação em webinar da Americas Society/Council of the Americas divulgada nesta quarta-feira, 30, pelo Banco Central.

No evento, de acordo com o documento, Campos Neto ressaltou que houve uma recuperação parcial da economia doméstica, com os setores mais afetados pela crise provocada pela pandemia do coronavírus ainda deprimidos.

+ Retomada indica que País está acima da média de emergentes, diz Campos Neto
+ Campos Neto: Sustentabilidade guiará grande parte do fluxo de investimentos 

Ele lembrou que as condições financeiras ainda são restritivas para mercados emergentes com fundamentos econômicos desfavoráveis e que a recuperação do mercado de ações é desigual, com juros baixos e riscos de default prejudicando. “Se não forem geridos adequadamente, problemas de liquidez podem se transformar em problemas de solvência”, completou.

O presidente do BC destacou que as mortes por covid-19 no Brasil e em outras regiões estão caindo lentamente e citou medidas adotadas no Brasil neste ano, como ações no setor de crédito, regulação do Open banking e do PIX .

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

BC/CAMPOS NETO