Edição nº 1112 15.03 Ver ediçõs anteriores

Campos iluminados

A Cemig e o Governo de Minas Gerais estão ampliando o Programa Campos de Luz. A ideia é levar energia elétrica a 250 campos de futebol amador e 50 quadras poliesportivas do Estado mineiro até o fim do ano. “O esporte pode reduzir os indíces de violência Escolhemos os campos de várzea porque o futebol amador é a modalidade mais praticada nas comunidades”, afirma Thiago de Azevedo Camargo, diretor de relações institucionais da Cemig.

(Nota publicada na Edição 1077 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Sinal verde para a moda brasileira

De olho nos consumidores mais preocupados com a origem dos produtos, as principais varejistas de moda estão em rápida transformação. A [...]

A generosidade da Monte Bravo

A assessoria de investimentos Monte Bravo decidiu ajudar a combater o desperdício de comida no País. Em setembro de 2018, a empresa criou a campanha 50k=1kg para fomentar a doação de alimentos. A cada novo aporte de R$ 50 mil em aplicações, a Monte Bravo viabiliza a doação de 1 kg de produtos alimentícios por […]

Província chinesa veta carros a combustão

A província chinesa de Hainan decidiu adotar uma agenda de desenvolvimento sustentável. Apenas uma semana após determinar a proibição [...]

Deficientes auditivos sentem a vibração do Bloco da Anitta

Considerada a grande musa do Carnaval 2019, a cantora Anitta levou um público diferente para acompanhar as últimas apresentações do [...]

As abelhas estão sumindo (e a culpa é dos agrotóxicos)

As abelhas estão sumindo. Segundo um estudo realizado pela Agência Pública e pela ONG Repórter Brasil, mais de 500 milhões de abelhas [...]
Ver mais
X

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.