Política

Campanha de Tarcísio em São Paulo vai focar em obras e PPPs, diz Afif



O plano de governo do pré-candidato do Republicanos ao governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas, será focado em prosseguir com obras paradas e fomentar as parcerias público-privadas (PPPs), segundo o empresário Guilherme Afif Domingos, coordenador do programa. Outra prioridade, afirmou o ex-assessor especial do ministro da Economia, Paulo Guedes, é a modernização do Estado no âmbito digital.

A exoneração, a pedido, de Afif da Economia foi publicada nesta terça-feira, 17, no Diário Oficial da União. O empresário, hoje filiado ao PSD, já foi vice-governador de São Paulo, ministro na gestão de Dilma Rousseff (PT) e presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Em 2018, ensaiou uma candidatura à Presidência.

Ao Estadão/Broadcast Político, Afif afirmou que o objetivo da campanha do ex-ministro da Infraestrutura, apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, será alinhar o pensamento liberal democrático federal com as propostas estaduais.

“O ministro (Tarcísio) tem uma característica que é ser ‘tocador de obras’, e ele não gosta de obra parada. Estamos fazendo levantamento na área de transporte urbano daquilo que ficou paralisado para dar prosseguimento no curto prazo”, disse Afif.



O empresário afirmou que buscará, num eventual governo, alinhar a política paulista com a federal no que se refere às parcerias público-privadas. “Aos olhos dos investidores externos, São Paulo é, sem dúvida, o grande hub do investimento privado internacional para tocar as PPPs. E o Tarcísio é especialista nisso”, disse.

Equipe

O ex-assessor de Guedes Samuel Kinoshita foi o economista escolhido pela equipe de Afif para coordenar a política econômica de Tarcísio na campanha. Eleuses Paiva, ex-presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), foi nomeado para a saúde. Na agricultura e agronegócio, João Sampaio, ex-Secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, foi o escolhido.


Pesquisa

Pesquisa Genial/Quaest divulgada na semana passada mostra Tarcísio em terceiro lugar, com 10% das intenções de voto, na corrida pelo governo de São Paulo. O ex-prefeito Fernando Haddad (PT) lidera a disputa neste momento pelo Palácio dos Bandeirantes, com 30%, e é seguido pelo ex-governador Márcio França (PSB), com 17%.

O governador Rodrigo Garcia (PSDB), candidato à reeleição, tem 5% e está em quarto lugar, segundo o levantamento.