Economia

Camex zera alíquota de importação de embarcação para cabotagem, informa ministro

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou a proposta de reduzir de 14% para 0% a alíquota de importação na aquisição de embarcações utilizadas para a cabotagem. A informação é do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, que postou sobre o tema em sua conta no Twitter nesta quinta-feira (7).

Segundo o ministro, a mudança significa uma redução de custo na aquisição de frota de no mínimo 40%. A alteração faz parte do pacote de incentivos da pasta comandada por Tarcísio para a navegação de cabotagem no Brasil.

Como já mostrou o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, o ministério deve propor ao Congresso, por meio de projeto de lei ou editando uma medida provisória, mudanças na legislação para flexibilizar as regras do setor, e espera com isso triplicar o crescimento do transporte de cabotagem no País, chegando em 30% ao ano.

Em sua rede social, Tarcísio afirmou que a decisão da Camex “é um aceno imenso para quem está disposto a investir no setor, gerar empregos, movimentar toda cadeia produtiva e contribuir para ampliar a participação da cabotagem na matriz de transportes do Brasil”. “E vêm aí mais novidades do #BRdoMar”, disse.

Veja também

+ Quarta parcela do auxílio sai hoje (14) para os nascidos em agosto

+ Cunhado de Maradona morre de Covid-19 na Argentina

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?