Agronegócio

Dólar fecha em queda de 1,67%, a R$5,4558

Crédito: Arquivo / Reuters

Ao longo do pregão, a divisa variou entre 5,5611 reais (+0,23%) e 5,4453 reais (-1,86%) (Crédito: Arquivo / Reuters)

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar sofreu nesta quinta-feira a maior queda desde o fim de março, fechando no menor patamar em dois meses, na casa de 5,45 reais, com fortes vendas de moeda decorrentes de uma combinação entre ajuste pós-feriado, fluxo positivo e desmonte de posições em meio à percepção de algum alívio do lado fiscal.



O dólar à vista caiu 1,67%, a 5,4558 reais na venda. É a maior baixa percentual diária desde 31 de março (-2,23%) e o menor nível desde 24 de fevereiro (5,4219 reais).

+ Ibovespa recua com Wall St e caminha para 1ª perda semanal desde março

Ao longo do pregão, a divisa variou entre 5,5611 reais (+0,23%) e 5,4453 reais (-1,86%).

Na B3, o dólar futuro recuava 2,00%, a 5,4585 reais, às 17h02.




Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?