Negócios

Câmara dos EUA apresenta legislação “acelerada” para aumentar limite da dívida

Câmara dos EUA apresenta legislação “acelerada” para aumentar limite da dívida

Senador democrata Chuck Schumer

Por Richard Cowan e Susan Cornwell



WASHINGTON (Reuters) – Os democratas da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos faziam esforço para avançar nesta terça-feira com uma legislação que estabelece tramitação rápida de um aumento na capacidade de empréstimos do governo federal, para evitar um calote da dívida do país.

Na tarde desta terça-feira, o Comitê de Regras da Câmara começou a considerar um projeto de lei para contornar obstáculos processuais que podem atrasar a aprovação de legislação no Senado, permitindo que um aumento do limite da dívida seja aprovado por maioria simples na Casa.

O valor em dólares para o novo limite legal proposto para o endividamento ainda deve ser determinado.

A estratégia, mediada por líderes congressistas democratas e republicanos, estabeleceria uma abordagem em duas etapas para aumentar a autoridade de endividamento do Departamento do Tesouro dos EUA.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



Primeiro, o projeto de lei que acelera os processos no Senado será votado pelas duas Casas do Congresso, possivelmente ainda nesta terça-feira.

Um segundo projeto de lei que realmente aumentaria o limite da dívida, sob o procedimento acelerado, seria então debatido por um máximo de 10 horas, em vez do debate aberto que pode atrasar ou acabar com a maioria das matérias do Senado.

O plano permite um caminho rápido para aprovação no Senado por maioria simples de votos na Câmara de 100 membros, em vez dos 60 votos normalmente exigidos para a maioria das legislações.

O líder da maioria no Senado dos Estados Unidos, Chuck Schumer, disse nesta terça-feira que os parlamentares fizeram progresso na elaboração de uma legislação para aumentar a capacidade de tomada de empréstimos do governo federal e está otimista de que um calote do governo norte-americano será evitado.

“Fizemos bons progressos nessa questão e estou otimista de que seremos capazes de evitar a terrível perspectiva de os EUA deixarem de pagar sua dívida soberana um dia”, disse Schumer em discurso ao Senado.

Na segunda-feira, o líder da maioria na Câmara dos Deputados, Steny Hoyer, disse esperar que a Casa vote o mais rápido possível nesta semana sobre o projeto de lei que aumenta o limite da dívida, antes de 15 de dezembro, prazo da secretária do Tesouro, Janet Yellen, para que o Congresso o faça.

(Por Richard Cowan, Susan Cornwell, David Morgan e Doina Chiacu)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB610B-BASEIMAGE


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto

Tópicos

Updated