Política

Câmara aprova MP que autoriza doação de vacinas da Covid-19 a outros países

Crédito: REUTERS/Ricardo Moraes

Profissional da Fiocruz segura dose da vacina Oxord/AstraZeneca envasada na fundação (Crédito: REUTERS/Ricardo Moraes)

BRASÍLIA (Reuters) – A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira medida provisória que autoriza a doação, em caráter de cooperação humanitária, de vacinas contra a Covid-19 a outros países.

O texto, que segue ao Senado, prevê que as doações precisarão obedecer critérios epidemiológicos e questões humanitárias, ouvido o Ministério das Relações Exteriores. Para isso, não poderá haver prejuízo à campanha de vacinação brasileira.



Os custos com o transporte dos imunizantes serão arcados pelo país beneficiário ou por dotação orçamentária ao Ministério da Saúde.

“A imunização mais difusa e equitativa em termos globais deve perdurar por um intervalo de tempo adequado, no qual a maioria das pessoas ao redor do planeta apresente alta imunidade em um mesmo período, o que reduz muito as possibilidades de transmissão do patógeno”, disse o relator da MP na Câmara em plenário, deputado Paulo Bengtson (PTB-PA).

Com 21.748 novos casos de covid, Brasil registra maior número em 13 dias

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


” De fato, os países com baixa cobertura vacinal podem representar uma espécie de reservatório para o vírus, devido à continuidade das altas taxas de transmissão nas populações que permanecem com muitos indivíduos suscetíveis à infecção.”

O relator afirmou que o Brasil é responsável pela doação de 5,1 milhões de doses do imunizante da Astrazeneca para a iniciativa Covax Facility e outras 500 mil doses da vacina Sinovac ao Paraguai.


“A imunização de grande parcela da população mundial se revela necessária para que a interrupção da circulação do vírus SARS-Cov-2 seja um objetivo alcançável. Tendo em vista o atraso da vacinação nos países mais carentes, a colaboração entre as nações para que a vacinação chegue em todos os lugares torna-se uma medida essencial para que o mundo possa atingir um nível de proteção contra o vírus que seja suficiente para a redução drástica no número de casos e de óbitos relacionados à infecção”, argumentou o deputado a apresentar seu parecer.

 

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI43001-BASEIMAGE



Tópicos

alta imunidade altas taxas de transmissão AstraZeneca atraso da vacinação atraso da vacinação nos países mais carentes baixa cobertura vacinal Brasil Câmara Câmara aprova MP Câmara dos Deputados campanha de vacinação caráter de cooperação humanitária circulação do vírus SARS-Cov-2 cobertura vacinal colaboração entre as nações cooperação humanitária Covax Facility Covid-19 critérios epidemiológicos custos com o transporte dos imunizantes deputado deputado Paulo Bengtson doação doação de vacinas doação de vacinas da Covid-19 doações doses doses da vacina Sinovac doses do imunizante dotação orçamentária grande parcela da população mundial imunidade imunização indivíduos suscetíveis indivíduos suscetíveis à infecção infecção interrupção da circulação do vírus SARS-Cov-2 medida essencial medida provisória Ministério da Saúde Ministério das Relações Exteriores MP nível de proteção contra o vírus número de casos ÓBITOS óbitos relacionados à infecção país beneficiário países com baixa cobertura vacinal países mais carentes paraguai parecer patógeno Paulo Bengtson pessoas ao redor do planeta planeta plenário população mundial populações proteção contra o vírus questões humanitárias redução drástica no número de casos Relator relator da MP Reservatório reservatório para o vírus SARS-CoV-2 Senado Sinovac taxas de transmissão transmissão transmissão do patógeno transporte dos imunizantes vacina sinovac vacinação vacinas contra a covid-19 vacinas da covid-19 vírus vírus SARS-CoV-2