Economia

Câmara aprova LDO de 2022 e texto é encaminhado ao Senado

Crédito: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Parte dos deputados votaram a LDO de suas casas (Crédito: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

Os deputados aprovaram, em sessão do Congresso Nacional, o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO – PLN 3/21), que determina as metas e prioridades para os gastos do governo no ano que vem. O placar foi de 278 votos contra 145 a favor e 1 abstenção. Para concluir a votação, ainda é necessário analisar três destaques, antes que a proposta possa seguir para análise dos senadores.

Destaque do Novo quer evitar o aumento das verbas do financiamento eleitoral, que deve subir de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões. O PT apresentou destaque para garantir reajuste para o salário mínimo 1,1% acima da inflação, equivalente ao aumento do PIB em 2019. Outro destaque do PSB e PSOL quer acabar com as emendas de relator-geral ao Orçamento, conhecidas como RP9.



+ Indústria de pneus cobra fim de medida que zerou imposto de importação

Somente após a aprovação da LDO o Congresso pode entrar formalmente em recesso parlamentar, entre 18 e 31 de julho.

Acompanhe a sessão ao vivo:

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!


O substitutivo do deputado Juscelino Filho (DEM-MA) incorporou como prioridades:


– O Programa Nacional de Imunização (PNI);

– A agenda para a primeira infância;

– As despesas do Programa Casa Verde e Amarela voltadas a municípios de até 50 mil habitantes;

– A ampliação da infraestrutura da rede de atendimento oncológico.