Economia

Califórnia corta energia de 800 mil lares ante risco de incêndio

Califórnia corta energia de 800 mil lares ante risco de incêndio

Vista aérea das casas destruídas em Paradise, norte da Califórnia, em novembro de 2018 - GETTY IMAGES/AFP

A companhia de energia americana PG&E, considerada responsável pelo incêndio mais mortal da Califórnia no ano passado, anunciou nesta quarta-feira (9) sua decisão de reduzir preventivamente a luz em 800.000 casas na área de San Francisco, devido aos riscos de um novo episódio.

“A decisão de cortar a fonte de alimentação foi tomada com base em previsões de clima seco, quente e ventos, e o possível risco de incêndio”, disse o grupo em comunicado.

A PG&E procura evitar a repetição do incêndio que devastou a cidade de Paradise, na Califórnia, em novembro de 2018, causando 86 mortes e a destruição de 18.000 imóveis.

A empresa foi considerada responsável por essa catástrofe e por outros incêndios no ano anterior.

A cidade de San Francisco não será diretamente afetada pela medida, mas grande parte da baía ficará sem energia, incluindo algumas áreas do Vale do Silício.