Economia

Caiado: dinheiro da privatização da Celg GT cobrirá déficit da previdência de GO

Após privatizar os ativos de transmissão de energia da Celg Par por R$ 1,977 bilhão em leilão realizado na tarde desta quinta-feira, 14, na B3, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), disse que utilizará o dinheiro para cobrir o déficit da previdência do Estado.

Segundo ele, o governo está trabalhando junto à Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) para aprovar um projeto que isenta aposentados que recebem até R$ 3 mi da contribuição previdenciária. “O dinheiro será investido no déficit da previdência do Estado. Não temos mais tempo a perder com discussões que não trazem resultado à população”, disse ele.

Caiado disse, ainda, que sua gestão quer apoiar a iniciativa privada e não competir com ela. “Somos parceiros, e assim os tenho”.

Celg Geração



Com a venda da área de transmissão, a Celg Par ficou apenas com os ativos de geração, que também devem ser privatizados em data ainda a ser definida. “Estamos avaliando o momento oportuno para que ela seja vendida. Estamos otimistas, mas tentando calibrar bem o momento”, comentou.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km