Agronegócio

Café cai 4% na ICE com liquidação de fundo e previsões de chuvas no Brasil

Café cai 4% na ICE com liquidação de fundo e previsões de chuvas no Brasil

Grãos de café venezuelanos em Caracas, na Venezuela.

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do café arábica na ICE fecharam em queda de mais de 4% nesta terça-feira, com especuladores liquidando parte de suas posições compradas em meio à previsão de chuvas abundantes sobre os campos de café no Brasil, maior produtor.

O açúcar bruto avançou após a forte alta dos preços de energia.

CAFÉ

* O café arábica para dezembro fechou em queda de 8,45 centavos de dólar, ou 4,2%, em 1,919 dólar por libra-peso, após atingir a máxima de dois meses de 2,0685 dólares na sessão anterior.



* Alguns especuladores que compraram futuros do café nos pregões anteriores devido a incertezas relacionadas à oferta na próxima temporada decidiram liquidar parte dessa posição, visto que fortes chuvas estão caindo sobre as safras do Brasil nos próximos dias.

* “Na sexta-feira, vimos o aumento da OI (contratos em aberto, em português) em impressionantes 8,8 mil lotes que pareciam ser especificações adicionadas às compras, e isso continuou com outros 1,2 mil lotes na segunda-feira”, disse Ryan Delany, analista-chefe da Coffee Trading Academy, LLC.

* “No entanto, é difícil para o mercado ficar super otimista com a seca quando está chovendo e a previsão é que continue chovendo acima e além do normal”, disse ele.

* O Painel de Clima Agrícola do Refinitiv indica chuvas de até 90 milímetros (3,54 polegadas) no próximo fim de semana no Sul de Minas Gerais, a região cafeeira número 1 do Brasil.

* A umidade adicionada deve ajudar no desenvolvimento da safra para a colheita do próximo ano, embora ainda mais seja necessária.

* O café robusta para novembro fechou em queda de 37 dólares, ou 1,7%, em 2.111 dólares a tonelada.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto para março avançou 0,16 centavo de dólar, ou 0,8%, em 19,85 centavos de dólar por libra-peso, com os preços de energia disparando. [O.R]

* O aumento nos preços da energia e dos combustíveis está se espalhando para os combustíveis renováveis ​​e matérias-primas, disseram os operadores.

* “As energias renováveis ​​estão recebendo uma oferta, à medida que o petróleo continua subindo”, disse um corretor de açúcar dos EUA, acrescentando que os futuros de óleo de soja e óleo de palma também subiram fortemente.

* Espera-se que o balanço de oferta mundial de açúcar melhore na temporada de 2021/22 devido à maior produção na Ásia e na Europa, disse a corretora StoneX nesta terça-feira.

* O açúcar branco para dezembro avançou 4,90 dólares, ou 1,0%, em 507,50 dólares a tonelada.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Maytaal Angel)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9416M-BASEIMAGE

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km