Edição nº 1138 16.09 Ver ediçõs anteriores

Cadê o crescimento?

Cadê o crescimento?

A economista-chefe do banco de investimentos Ourinvest, Fernanda Consorte, tem ouvido uma palavra se repetir entre empresários, investidores e economistas sobre a economia brasileira: frustração. Como principal responsável pela área de câmbio do banco, ela chegou à conclusão de que os investimentos e o crescimento só virão quando a confiança for restabelecida. “A frustração está relacionada, principalmente, à demora em se aprovar as reformas”, afirma Fernanda. “A situação só vai melhorar quando o governo entender que a governabilidade depende da sua capacidade de articulação com o Congresso.”

(Nota publicada na Edição 1124 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Negócio de gente grande

Um dos maiores complexos temáticos do País, o cearense Beach Park deve fechar o ano com crescimento de mais de 20% sobre 2018. O grupo, [...]

Lugar de médico é no shopping

A proliferação das clínicas médicas populares tem levado grandes redes do setor a locais, digamos, pouco convencionais do mercado da [...]

Unidos pelo bilhão

A Duff & Phelps do Brasil, consultoria global de finanças corporativas, e a Kroll, empresa mundial de gestão de riscos e [...]

À procura de imigrantes

Enquanto o Brasil não sabe o que fazer com mais de 11 milhões de desempregados, o Canadá não sabe como preencher suas vagas de [...]

Contrate bem sem olhar a quem

A operação brasileira Oracle, uma das mais importantes da gigante americana de tecnologia, selecionou um recurso da brasileira HRTech [...]
Ver mais