Giro

Cade aprova aquisição de ativos de maionese e margarina da Bunge pela Seara

Crédito: Divulgação

A JBS é controladora da Seara (Crédito: Divulgação)

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a operação de venda dos ativos de maionese e margarina da Bunge para a Seara Alimentos. O despacho com a decisão está publicado no Diário Oficial a União (DOU) desta terça-feira, 4.

Segundo parecer do Cade, o negócio se trata da aquisição, pela Seara, de ativos tangíveis e intangíveis relacionados à produção de margarinas e maioneses da Bunge.

+ Inglesa Claranet adquire 92,5% da CorpFlex e expande negócios no Brasil
+ Compra da Oi: Cade pede antecipação de intenções do consórcio TIM, Claro e Vivo

A concretização da operação resultará na ampliação da capacidade produtiva da Seara no negócio de margarinas e permitirá a sua entrada no mercado de maioneses.



O acordo entre a companhia norte-americana e a JBS, controladora da Seara, foi anunciado em dezembro passado e notificado ao Cade em janeiro.

Segundo a JBS, o negócio custou R$ 700 milhões e envolve três fábricas: em São Paulo, Santa Catarina e Pernambuco.

A operação prevê também contrato de manufatura por encomenda e de licença e uso de marcas. Pelo acordo, a Seara vai adquirir diversas marcas, como Delícia, Primor e Gradina.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago