Negócios

Cabelos ao vento

Crédito: Divulgação

Um dos maiores e-commerce de cosméticos populares do País, a Prohall cresceu 165% em vendas desde o início da pandemia, segundo a sócia-diretora Shalisa Boso.

Com esse ritmo de expansão, a empresa projeta fechar o ano com faturamento de R$ 40 milhões, puxada principalmente pelo aumento da demanda de produtos para cabelo.

“Mesmo com o isolamento social, as pessoas não deixaram de se preocupar com os cuidados de beleza”, afirmou Shalisa. “E com o fechamento dos salões, o jeito foi se cuidar em casa.”

(Nota publicada na edição 1228 da Revista Dinheiro)