Negócios

C6 Bank inicia operações hoje e mira 400 mil clientes até final deste ano

O C6 Bank terá entre sua carteira de produtos as maquininhas de captura de transações com cartões além de não cobrar taxas na conta corrente

C6 Bank inicia operações hoje e mira 400 mil clientes até final deste ano

Desde janeiro deste ano que o C6 Bank, fintech fundada undado por Marcelo Kalim, ex-presidente do BTG Pactual, tem autorização do Banco Central para operar. Desde então a nova iniciativa do setor bancário no Brasil já atingiu a marca de 200 mil clientes e agora inicia oficialmente suas operações, cuja principal característica é a de não cobrar tarifas em contas correntes

O C6 chega em um momento em que outros bancos digitais, como Nubank e Banco Inter estão no radar de grandes investidores, e na última semana tiveram grandes movimentações.

A instituição financeira destaca que sua estratégia é oferecer produtos para “todos os tipos de cliente”, ou seja, do varejo de alta renda ao segmento da população que ainda não tem acesso a produtos financeiros. “O banco se posiciona como uma instituição financeira de baixo custo, o que é possível graças à automação de processos e ausência de agências físicas”, frisa o C6.

O banco lança também nesta segunda-feira o C6 Kick, que oferece ao usuário a possibilidade de transferir dinheiro via SMS para qualquer banco, de forma gratuita; e o programa de recompensas Átomos.

Nos próximos meses, usuários do cartão C6 também poderão participar do programa. Para esse cliente, o acúmulo de pontos ocorrerá não só nas compras com cartão de crédito mas também no cartão de débito e no pagamento de boletos.

O C6 Bank terá entre sua carteira de produtos as maquininhas de captura de transações com cartões. O equipamento não tem taxa de aluguel nem de aquisição para MEIs (Microempreendedores Individuais) e empresas com faturamento na maquininha a partir de R$ 5 mil por mês.