Estilo

Business Insider: 6 segredos para viajar (bem) de avião

A publicação americana Business Insider traz uma reportagem com seis dicas tiradas de pessoas que atuam na indústria de aviação para voar como um profissional. Veja a lista:

Dica 1. O melhor momento para comprar sua passagem é a tarde de terça-feira, especificamente a partir das 14h30. A maior parte dos bilhetes é comprada no fim de semana e mesmo com etapas totalmente automatizadas leva-se até 48 horas para que todos estejam processados. Em seguida, as companhias colocam o estoque restante à venda.

Dica 2. Numa viagem aérea, em especial nas de média e longa duração, siga três regras para se sentir bem: hidrate-se, hidrate-se e hidrate-se. O ar dentro de um avião tem menos de 20% de umidade. Isso é mais seco que o deserto do Saara, que tem 25% de umidade. Você ficará desidratado muito mais rápido em um ambiente seco, então, crie o hábito de levar uma garrafa de água antes do seu vôo – mas você terá de comprá-la após passar pelos procedimentos de segurança.

Dica 3. Voe em horários não convencionais para evitar sentar ao lado de um bebê. Especialistas dizem que a maioria dos pais não costuma viajar tarde da noite ou muito pela manhã. Portanto, reserve um voo noturno ou um que parta nos primeiros horários.

Dica 4. O hábito não é tão comum no Brasil, mas leve dinheiro se estiver de olho em um lugar melhor. Você pode pagar para a pessoa sentada lá e trocar! Outro caminho é pagar por um bom assento na compra. Boa parte das companhias oferece a possibilidade de escolher um lugar melhor no momento da compra do bilhete aéreo – na econômica, por exemplo, sentar-se junto a uma saída de emergência.

Dica 5. Sente-se na parte de trás do avião para obter serviço melhor. Ao se sentar mais perto da área do comissário de bordo, eles serão mais rápidos para atender. Também será mais fácil você conseguir bebidas extras. Mas isso ocorrerá apenas se você for gentil e educado.

Dica 6. Para evitar passar por overbooking e não embarcar, faça um check in antecipado. Algumas companhias aéreas irão barrar as pessoas que fizeram check-in por último, ou compraram os bilhetes mais baratos.