Giro

Britânicos vacinados com AstraZeneca podem ser excluídos de viajar para a UE

Crédito: Reprodução/Divulgação

Os reguladores europeus não aprovaram a versão da vacina AstraZeneca chamada Covishield, produzida pelo Serum Institute of India (Crédito: Reprodução/Divulgação)

Avacina da AstraZeneca continua a dar que falar. Aproximadamente cinco milhões de britânicos imunizados com a vacina AstraZeneca, fabricada na Índia, podem ser excluídos de entrar na União Europeia (UE), tendo em conta que os reguladores europeus não aprovaram a versão da vacina AstraZeneca chamada Covishield, produzida pelo Serum Institute of India (SII), segundo informações o Daily Telegraph.

De acordo com o jornal britânico, foram administradas no Reino Unido cerca de cinco milhões de doses da versão indiana da vacina AstraZeneca que são identificáveis pelos números dos lotes de vacinas (4120Z001, 4120Z002, 4120Z003) que aparecem nos cartões de quem foi vacinado.

+ Variante californiana do coronavírus reduz ação das vacinas Pfizer e Moderna, diz artigo

Os britânicos imunizados com as vacinas produzidas na Índia não são elegíveis para o certificado digital Covid-19 que foi lançado na quinta-feira para todos os Estados-membros da UE. O objetivo deste certificado é que deixe de haver restrições adicionais às viagens, como a imposição de testes e quarentenas às pessoas portadoras deste certificado. O governo do Reino Unido está trabalhando com a UE no reconhecimento mútuo das vacinas para permitir viagens mais fáceis.



O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, já reagiu no sentido de acalmar as preocupações dos britânicos vacinados com a Covishield que correm o risco de não poderem viajar para a União Europeia este verão.

“Não vejo qualquer razão para que as vacinas aprovadas pelo MHRA não sejam reconhecidas como parte dos passaportes das vacinas”, disse Johnson nesta sexta-feira (2), referindo-se ao regulador de medicamentos do Reino Unido. “Estou muito confiante de que isso não se revelará um problema”, destaca o primeiro-ministro britânico.

A Agência Europeia do Medicamento (EMA, sigla em inglês) aprovou até ao momento as vacinas da Pfizer-BioNTech, Moderna, Johnson & Johnson e a versão da vacina Oxford-AstraZeneca, fabricada no Reino Unido ou na Europa, que é vendida sob a marca Vaxzevria.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km