Negócios

BRF investe em startup israelense de carne cultivada

Crédito: Divulgação

BRF anotou prejuízo líquido de R$ 1,546 bilhão no primeiro trimestre de 2022, revertendo lucro de R$ 22 milhões reportado no primeiro trimestre de 2021 (Crédito: Divulgação)

A BRF participou da segunda rodada de investimentos da Aleph Farms, startup israelense de carne cultivada. A companhia investiu US$ 2,5 milhões nesta operação. A rodada de investimento, que totalizou US$ 105 milhões, foi liderada pelo Growth Fund da L Catterton e pela DisruptAD.

A Aleph Farms usará os recursos para executar seus planos de comercialização de carne cultivada em larga escala global e expansão do portfólio. A startup capta células de animais, sem o abate, para fazer os seus produtos. As células são cultivadas fora do corpo do animal com o fornecimento de nutrientes e ambiente propício para o seu desenvolvimento.



+ BRF vai investir R$670 mi em MT; integrados aportarão R$1,3 bi

Ainda em fase de testes, a BRF ressalta que a novidade poderá chegar ao mercado brasileiro de diversas formas, como hambúrguer, almôndegas, embutidos como salsicha, ou mesmo steaks. Estudos mostraram que a produção de carne cultivada tem potencial para reduzir significativamente a emissão de gases do efeito estufa.

De acordo com comunicado da BRF, o objetivo do investimento é aproximar a companhia do seu plano de atender à crescente demanda dos consumidores por novas fontes de proteína. “Compreendemos nosso papel nessa transformação da indústria alimentícia e, por isso, estamos investindo na Aleph Farms, uma empresa que compartilha conosco o propósito de levar alimentos de qualidade, elaborados com tecnologia disruptiva”, afirma Lorival Luz, CEO global da BRF.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia