Giro

Brasil vira segundo principal destino do vinho chileno

Crédito: Pixabay

Em valores, os embarques chegaram a US$ 184 milhões, acompanhando de perto o primeiro destino, a China (Crédito: Pixabay)

As exportações de vinho engarrafado chilenos para o Brasil cresceram 24% em 2020, consolidando o País como o segundo destino mundial do produto. Em valores, os embarques chegaram a US$ 184 milhões, acompanhando de perto o primeiro destino, a China, que registrou embarques de US$ 185 milhões.

Embora a pandemia do novo coronavírus tenha afetado o setor, principalmente com o isolamento social, o consumo de vinho das pessoas aumentou pelas compras em supermercados e e-commerce. Segundo a agência governamental ProChile, o consumo de vinho em casa cresceu 900% no Brasil durante o ano passado.

+ Consumo de cervejas cai 6% no último trimestre de 2020, diz Kantar

“Articulamos iniciativas virtuais, conectando produtores chilenos em encontros, rodadas de negócios do setor com varejistas, degustações e masterclasses para mostrar a variedade da oferta chilena que chega ao Brasil ”, explicou a diretora comercial da ProChile em São Paulo, María Julia Riquelme.

A executiva ressalta que o resultado foi positivo e que a agência espera manter esse ritmo de exportações em 2021. “Fortalecemos a conexão com o consumidor brasileiro e isso contribuiu com a reativação econômica no Chile. Queremos seguir nesse mercado”, finaliza.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel