Giro

Brasil registra média diária de 687 mortes causadas pela covid-19 nesta segunda

A média diária de mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil ficou em 687 nesta segunda-feira, 28. A média móvel registra as oscilações dos últimos sete dias e elimina distorções entre um número alto de meio de semana e baixo de fim de semana.

Nas últimas 24 horas, o País registrou 16.412 novos casos e 385 óbitos, o que elevou o total para 4.748.327 brasileiros infectados e 142.161 mortos pela covid-19 desde o início da pandemia, segundo dados do consórcio dos veículos de imprensa, formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL, e feito em conjunto com as secretarias estaduais de Saúde. O balanço do Ministério da Saúde indica que há 4.084.182 pessoas recuperadas da doença e outras 519.224 que seguem em acompanhamento.

O Estado de São Paulo, que conta com os maiores números absolutos do País, contabilizou mais 905 novos casos e 17 mortes nas últimas 24 horas. Ao todo, o Estado tem 973.142 infecções diagnosticadas e 35.125 óbitos. Conforme boletim da Secretaria Estadual de Saúde, são 839.629 pessoas recuperadas.

Em coletiva de imprensa nesta segunda, o governo de São Paulo anunciou que o Estado voltou a registrar queda de mortes por covid-19. Os números foram comemorados, mas com cautela. “São sim bons indicadores, mas como sempre não podemos baixar a guarda. Precisamos manter os cuidados fundamentais, com uso obrigatório de máscaras e distanciamento social”, afirmou o governador João Doria (PSDB).

O Brasil continua como o terceiro país mais afetado pela pandemia em número de contaminados, de acordo com contagem da Universidade Johns Hopkins. Está atrás de Estados Unidos e Índia, que ocupam a primeira e segunda posição, respectivamente. No entanto, em relação ao total de óbitos, o País se mantém na vice-liderança.

Parceria

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal. De forma inédita, a iniciativa foi uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia e se manteve mesmo após a manutenção dos registros governamentais.

Conforme o Ministério da Saúde, 13.155 novos casos de infecção pela covid-19 e 317 novos óbitos foram registrados nas últimas 24 horas. No total são 4.745.464 pessoas infectadas e 142.058 que faleceram por conta da doença. Os números diferem dos compilados pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?