Economia

Brasil aumenta cota de trigo importado sem tarifas de países de fora do Mercosul

Brasil aumenta cota de trigo importado sem tarifas de países de fora do Mercosul

Bolsonaro sorri na primeira Cúpula do Mercosul realizada por videoconferência, devido à pandemia de coronavírus. Foto divulgada pela Presidência em 2 de julho de 2020. - Brazilian Presidency/AFP

O Brasil aumentou temporariamente a cota de importações de trigo sem tarifa para países não pertencentes ao Mercosul, informou o Ministério da Economia. A medida pode prejudicar a Argentina, seu principal parceiro no bloco regional.

A decisão, adotada pela Câmara de Comércio Estrangeira (Camex), entrou em vigor em 1º de julho e permite uma cota adicional de importação de 450.000 toneladas de trigo isentas da Tarifa Externa Comum (TEC), que é de 10%, até 17 de novembro.

O aumento será ativado apenas no caso de as importações da cota anual de 750.000 toneladas sem tarifa atingirem 85% do total.

“A medida deve ter um impacto positivo sobre a oferta do produto no país, contribuindo para reduzir ou conter eventuais aumentos de preço do trigo, que é insumo para importantes itens na cesta de consumo do brasileiro, como farinha de trigo, pães, etc”, explicou o ministério em comunicado.

Essa decisão pode gerar desconforto na Argentina, principal origem do trigo importado para o Brasil, com 89,5% do total entre janeiro e junho deste ano.

O Brasil, um dos principais importadores de trigo do mundo, compra no exterior cerca de 60% do total de trigo que consome.

A decisão pode beneficiar os Estados Unidos, o segundo maior exportador de trigo para o Brasil, com 5,31% do total entre janeiro e junho deste ano.

Em março do ano passado, o governo argentino já manifestou preocupação quando Brasil e Estados Unidos, cujos presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump são aliados, concordaram com a importação anual de 750.000 toneladas de trigo americano com tarifas zero.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?