Mundo

Boris Johnson anuncia novas restrições no Reino Unido por conta da Ômicron

Crédito: Andrew Parsons / Nº 10 Downing Street

Primeiro-ministro britânico diz que números de infectados pela ômicron no país chegou a 10.000 (Crédito: Andrew Parsons / Nº 10 Downing Street)

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson anunciou em entrevista coletiva nesta quarta-feira (8) que novas medidas de restrições deverão ser tomadas no país por conta da variante Ômicron.

Ele defendeu que as pessoas deveriam voltar a trabalhar de casa, estender o uso de máscaras além de apresentar os passaportes de vacina para a entrada em locais como casas noturnas.  



+Colaboradora próxima de Johnson se demite por polêmica sobre festa durante confinamento

“Está cada vez mais claro que o Ômicron está crescendo muito mais rápido do que a variante Delta anterior e está se espalhando rapidamente por todo o mundo”, disse.

Ele alertou também que as novas medidas vão servir para que o serviço público de saúde do país, o NHS, entenda como a nova cepa age. Segundo o primeiro-ministro, apesar dos números oficiais registrarem 568 casos de Ômicron no país, os números reais devem estar próximos de 10.000 e há o temor de que 1000 novas internações por dia até o final do ano possam acontecer. 

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


A declaração vem em um momento delicado para Johnson, já que um vídeo vazado mostra que em dezembro de 2020 houve uma festa de Natal com mais de 50 membros do gabinete do primeiro-ministro, quando esses encontros estavam proibidos.