Geral

Bombeiros retiram 3 mil pessoas por causa de ameaça de novo rompimento

O Corpo de Bombeiros informou que cerca de 3 mil pessoas estão sendo retiradas de suas casas, em Brumadinho (MG), por causa da ameaça de rompimento de uma nova barragem, no complexo minerário da Vale.

A evacuação do local teve às 05h30 da manhã deste domingo, 27, quando soou o alarme na cidade, informando que havia risco de rompimento de uma segunda estrutura. Segundo o Corpo de Bombeiros, um novo rompimento poderia afetar até 24 mil pessoas que vivem na região, comprometendo fornecimento de água e energia.

Bombas de bombeamento foram instaladas nesta segunda barragem para retirar a água que está armazenada na estrutura. Havia algo entre 3 milhões e 4 milhões de metros cúbicos de água no local. Nesta tarde, o volume já havia sido reduzido para 840 mil metros cúbicos.

O risco de rompimento dessa segunda barragem ainda permanece, o que levou o Corpo de Bombeiros a suspender temporariamente a busca por novos sobreviventes e vítimas da tragédia de Brumadinho.

“Fizemos uma reanálise do cenário, considerando a quantidade de água reduzida. Por isso, a evacuação máxima chegará a 3 mil pessoas”, comentou o tenente do Corpo de Bombeiros, Pedro Aihara. “Não temos ainda informação sobre o tempo que essas pessoas permanecerão fora. Estamos analisando em tempo real. Nosso foco agora principal é retirar essas pessoas dessa área de risco.”

O Corpo de Bombeiros declarou que ainda trabalha com a possibilidade de encontrar sobreviventes. Há uma forte preocupação com a segurança e entrada de pessoas no perímetro da mina. As polícias Militar e Civil estão mobilizadas para impedir que pessoas entrem na área e prejudiquem o trabalho de busca de vítimas. As estradas foram bloqueadas e há policiais espalhados pela cidade para impedir a passagem.

A polícia também detectou tentativas criminosas de pessoas pedindo doações em dinheiro para ajudar famílias, em mensagens e contas espalhadas pela internet. As doações de mantimentos que a prefeitura de Brumadinho já recebeu até o momento, segundo a Polícia Militar, também são suficientes até o momento e, apenas em novos casos de necessidade, serão oficialmente comunicadas.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?