Geral

Bombeiros contabilizam 58 mortes, 305 desaparecidos e 192 resgates em Brumadinho

Bombeiros contabilizam 58 mortes, 305 desaparecidos e 192 resgates em Brumadinho

Um cachorro é visto em meio ao lamaçal na comunidade de Parque da Cachoeira um dia após o rompimento da barreira da Vale em Brumadinho, Minas Gerais, em 26 de janeiro em 2019 - AFP

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais atualizaram o balanço de vítimas do rompimento da barragem da mineradora Vale, em Brumadinho (MG). Até por volta das 20h45 de domingo, 27, foram contabilizadas 58 mortes, 305 pessoas desaparecidas, 361 pessoas localizadas e 192 pessoas resgatadas. Entre os óbitos, 19 corpos já foram identificados no Instituto Médico Legal (IML).

Em entrevista coletiva à imprensa, o tenente-coronel da Defesa Civil, Flávio Godinho, contou também que um ônibus foi localizado em meio à lama, com corpos no interior do veículo, mas ainda não há informações sobre a quantidade de mortos. “É um trabalho criterioso, não é rápido. Temos dificuldade para acessar alguns locais”, explicou. Segundo ele, a chance de encontrar sobreviventes diminui com o passar do tempo porque a lama vai secando

Na coletiva de imprensa, o Corpo de Bombeiros informou também que recebeu a notícia de localização de outro ônibus. “Já há conformação de que há corpos. É necessário um maquinário pesado”, disse o tenente Pedro Aihara. O Corpo de Bombeiros salientou que não deve suspender as buscas por desaparecidos. “As buscas continuam. Estamos com equipe nesse momento no ônibus e na casa (atingidos pela lama)”, disse Aihara.

Uma nova entrevista coletiva à imprensa com atualização dos números ocorrerá às 10h de segunda-feira, 28.