Mundo

Bombas ferem duas mulheres em Bangcoc em meio à reunião da Asean

Bombas ferem duas mulheres em Bangcoc em meio à reunião da Asean

Policial investiga local de explosão em Bangcoc em 2 de agosto de 2019. - AFP

Duas mulheres foram feridas na explosão de ao menos duas pequenas bombas nesta sexta-feira em Bangcoc, que recebe a reunião de ministros das Relações Exteriores da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), com a presença dos chanceleres americano, russo e chinês, informou a polícia.

Segundo o governo, o primeiro-ministro tailandês, Prayut Chan-O-Cha, foi informado de uma série de “atentados com bomba e ordenou uma investigação imediata”.

O porta-voz do governo, Narumon Pinyosinwat, acrescentou que “as medidas de segurança estão sendo reforçadas”.

Uma pequena explosão ocorreu fora do centro da cidade, informaram à AFP membros de um centro de emergência.

A segunda explosão aconteceu no centro de Bangcoc, próximo ao prédio Mahanakorn, do grupo King Power, proprietário da equipe de futebol britânica Leicester City, revelou a polícia.

Especialistas em explosivos foram enviados à zona do Nahanakorn.

Algumas fontes assinalaram a descoberta de vários artefatos explosivos na capital tailandesa, mas a informação não foi confirmada até o momento.

Em 2009, a cúpula da Asean na Tailândia foi cancelada após a entrada de centenas de manifestantes do movimento dos “camisas vermelhas” no hotel onde se realizava o encontro, no balneário de Pattaya.

Vários líderes foram evacuados em helicópteros do Exército tailandês, enquanto outros escaparam de barco.