Política

Bolsonaro, sobre votação da MP Antifraude: ‘Se Deus quiser, vai dar certo’

O presidente Jair Bolsonaro manifestou confiança na votação da medida provisória que promove um pente-fino em benefícios assistenciais e previdenciários do INSS nesta segunda-feira, 3, pelo Senado. “Estamos mobilizando os senadores para comparecerem”, disse o presidente ao chegar ao Palácio da Alvorada após passar o dia na residência oficial da Granja do Torto.

Como o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, publicou mais cedo, o Planalto mapeia que entre 55 e 65 parlamentares estarão no Senado. Para que a votação seja realizada, é necessária a presença de no mínimo 41 dos 81 senadores no plenário. Esta segunda, 3, é o último dia para que o Congresso aprove o texto, antes que a medida perca a validade.

Mesmo se houver quórum, parlamentares ainda ameaçam barrar a votação por causa de insatisfações com o Planalto. Mas o presidente está otimista. “Se Deus quiser, vai dar certo”, disse.

Bolsonaro desceu do carro ao chegar no Palácio da Alvorada e convidou duas crianças para conhecer a residência oficial. Elas e os pais entraram no local. O pai de um menino, que pediu para conhecer onde Bolsonaro mora, se identificou como apoiador do presidente.