Giro

Bolsonaro reitera que indicará nome “terrivelmente evangélico” ao STF

O presidente Jair Bolsonaro voltou neste sábado a afirmar que nomeará um nome “terrivelmente evangélico” para a cadeira no Supremo Tribunal Federal que ficará vaga em julho com a aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello.

A um grupo de apoiadores evangélicos no Palácio da Alvorada, Bolsonaro voltou também a defender a hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19. O remédio, indicado para malária e doenças autoimunes, já se mostrou ineficaz contra a Covid-19 em estudo científico.

“Quem indica vagas pro Supremo Tribunal Federal passa por mim. A palavra final não é minha, é do Senado, tem uma sabatina lá. Mas vocês sabem que o dia 5 de julho, 4 de julho, vai ter um terrivelmente evangélico”, disse Bolsonaro na conversa, transmitida ao vivo em sua conta no Facebook.

“Tem um cotado aí, por enquanto é ele, mas não tá batido o martelo ainda”, disse o presidente.

Um dos nomes cotados para ser nomeado por Bolsonaro a uma vaga na corte é o do ministro-chefe da Advocacia-Geral da União, André Mendonça, que também é pastor da Igreja Presbiteriana Esperança em Brasília.

Bolsonaro criticou o foco da CPI da Covid no Senado sobre a hidroxicloroquina e disse que fará um vídeo com ministros para defender o uso do medicamento contra a Covid.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

“A gente vai fazer nesta semana um vídeo com os 22 ministros e todos que tomaram hidroxicloroquina vão dizer: ‘eu tomei'”, disse aos apoiadores.

Sem usar máscara, o presidente criticou ainda a indústria farmacêutica e disse que será o último brasileiro a tomar uma vacina contra a Covid-19.

“A indústria farmacêutica como regra visa o dinheiro e remédio barato não tem vez. Estamos aí com a vacina, ela está sendo aplicada no Brasil. Eu vou ser o último a tomar.”

Apesar das recomendações, inclusive do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para evitar aglomerações para conter a disseminação do coronavírus, Bolsonaro ficou mais de 27 minutos falando aos apoiadores.

No domingo, Dia das Mães, o presidente disse que fará um passeio de motocicleta por Brasília.

(Por Eduardo Simões)

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

Updated