Política

Bolsonaro lê trecho sobre ingratidão em livro e cita PSL

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chamou de “otários” os deputados federais de seu antigo partido, o PSL, Alexandre Frota e Joice Hasselmann por terem assinado o chamado “superimpeachment”. “Tô dando risada desses dois otários (Joice e Frota) que assinaram”, disse após ler trecho de livro sobre ingratidão e fazer analogias do conteúdo com a política.

O texto do documento inclui acusação de crime pelo caso de suposto superfaturamento de contrato de compra da vacina indiana Covaxin pelo Ministério da Saúde.

Ele chamou os parlamentares e representantes de organizações da sociedade civil de diferentes correntes político-ideológicas que subscreveram o documento de “pessoal que não têm o que fazer”. Buscou minimizar a crise institucional entre os poderes Executivo e Legislativo, que o investiga por possível omissão na condução de políticas de combate à pandemia do novo coronavírus por meio da CPI da Covid. “A maioria do parlamento está super sintonizada, me apoiam”, garantiu.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago