Economia

Bolsonaro quer incluir ICMS na PEC que pode reduzir tributos sobre combustíveis

Crédito: Alan Santos/PR

O objetivo de Bolsonaro seria pressionar os governadores a baixarem os impostos sobre combustíveis (Crédito: Alan Santos/PR)



O presidente Jair Bolsonaro quer incluir o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que visa diminuir ou até zerar os tributos sobre combustíveis. A ideia desta PEC é evitar que os valores da gasolina, gás de cozinha, diesel e energia elétrica, aumentem ainda mais em breve. As informações são do portal “G1” e foram publicadas nesta sexta-feira (21).

Mourão diz que Bolsonaro vai sancionar Orçamento ainda nesta sexta-feira

O objetivo de Bolsonaro seria pressionar os governadores a baixarem os impostos sobre combustíveis. Caso nada seja feito para conter o avanço dos preços de combustíveis, é possível que a inflação aumente ainda mais e o governo passe a ser mais pressionado pelos preços dos produtos, incluindo os combustíveis.

O governo passou a discutir a PEC após as previsões sobre os preços de barris de petróleo, que devem passar dos US$ 90 ou até US$ 100 ainda neste ano.



A Petrobras considera o valor do petróleo no mercado nacional, bem como o valor do dólar no Brasil, para fazer reajustes nos preços.

Nesta semana, o barril de petróleo Brent registrou o seu preço mais alto em sete anos, devido aos conflitos geopolíticos e a demanda que aumenta a cada dia. O barril do Brent bateu US$ 88,13 em Londres. Com isso, estimativas de altas começaram a pipocar nos veículos de comunicação. O banco Goldman Sachs, por exemplo, já estima que o barril de Brent chegará a US$ 100 no terceiro trimestre.

O aumento do preço do barril de petróleo reflete rapidamente sobre os preços de combustíveis no Brasil. A tendência, por aqui, é que a Petrobras faça novos reajustes nos preços em breve. Vale destacar que a alta da gasolina, de janeiro de 2021 para o mesmo mês deste ano é de 47,4%. Um litro de gasolina custava R$ 4,48, neste período do ano passado. Hoje, há postos registrando o preço de R$ 7,89 nas bombas.