Economia

Bolsonaro: Está complicada a inflação?, sim; a gasolina está alta?, sim

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse reconhecer que a inflação “está complicada” no País, assim como o preço dos combustíveis está alto. Bolsonaro atribuiu a alta de preços às políticas de quarentena para conter a disseminação do novo coronavírus no País. “O mundo todo está sofrendo com a inflação, consequências da política do ‘fique em casa'”, justificou o presidente.

Ao contrário do que defendeu Bolsonaro, a inflação tem sido puxada para cima pelo aumento de preços de produtos alimentares – pressionados pelo câmbio favorável à exportação, ampliação da oferta com o auxílio emergencial e quebra de safras – bem como pelo preço dos combustíveis e derivados de petróleo, vulneráveis à variação do valor internacional do barril.

“Somando tudo isso ainda temos o problema da maior crise de falta d’água dos últimos 91 anos, que afeta a geração de energia. Não bastasse os problemas de geração de energia, em 2012, a senhora Dilma Rousseff resolveu fazer uma boa ação e diminuiu em 20% o preço da energia elétrica. A popularidade dela foi lá em cima, mas desequilibrou a questão das empresas do setor”, disse Bolsonaro defendendo os reajustes.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km