Política

Bolsonaro está bem e sonda será retirada até sexta-feira, diz médico

A sonda nasogástrica que foi introduzida no presidente Jair Bolsonaro para retirar excesso de ar do estômago e do intestino deve ser removida entre esta quinta e sexta-feiras, dias 12 e 13, afirmou o médico responsável pela cirurgia de Bolsonaro, Antônio Macedo.

“A sonda gástrica drenou bastante ar e líquido ontem (quarta-feira). Hoje, sai um pouco de ar, mas não sai secreção gástrica. Então, ela possivelmente será retirada hoje (quinta) ou amanhã cedo. A gente está forçando o intestino a funcionar bastante”, disse Macedo no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde o presidente se recupera de uma cirurgia realizada no domingo, 8, para correção de uma hérnia incisional.

Macedo explicou ainda que após a retirada da sonda, Bolsonaro voltará a ter uma dieta líquida, por um ou dois dias, e depois passará para uma dieta cremosa. “Estamos esperando a retomada dos movimentos intestinais para ir para o pós operatório”, afirmou o médico na manhã desta quinta-feira.

Segundo Macedo, os exames laboratoriais do presidente mostram resultados positivos nas avaliações do fígado, do rim e do quadro hematológico, com níveis adequados de glóbulos brancos e sem infecção. “A incisão dele está bem, não está sangrando. O aspecto é bastante satisfatório”, disse.

O boletim médico mais recente, divulgado também nesta quinta-feira, informou ainda que Bolsonaro mantém fisioterapia respiratória e motora e que as visitas continuam restritas.