Economia

Bolsonaro diz que fez ‘aproximação’ ao citar auxílio emergencial de mil dólares

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite desta quinta-feira, 24, que aproximou o valor do auxílio emergencial em seu discurso à Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), na terça-feira. Em live nas redes sociais, o chefe do Executivo explicou que o cálculo foi feito com base no volume pago e a quantidade de brasileiros que receberam o auxílio, somadas as parcelas.

“Eu disse no meu discurso da ONU que o total do auxílio emergencial era próximo de US$ 1000, na verdade, dá US$ 960, mas foi o suficiente para baterem em mim”, comentou. “Dos 65 milhões que receberam de R$ 600 tínhamos ali 12 milhões de senhoras com filhos, essas receberam o dobro, o que eleva a média”, justificou.

O presidente repetiu ainda que o novo valor de R$ 300, apesar de pouco para o cidadão, era muito para o Brasil e o seu endividamento. “Quando nos endividamos temos que pagar com juros”, acrescentou. Bolsonaro destacou que o custo da pandemia deve ser próximo a R$ 1 trilhão.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”

+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?