Política

Bolsonaro agora diz ter tido ‘pouco contato’ com Silveira, a quem concedeu perdão



O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 26, que tem “pouco contato” com o deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ). No mês passado, porém, Silveira recebeu perdão presidencial menos de 24 horas após ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a 8 anos e 9 meses de prisão por atentar contra a democracia.

“Falam deputado bolsonarista. Mas eu tenho pouco contato com o Daniel. Sabia que era do Rio de Janeiro, cabo da PM, tinha suas posições, falou coisas, no meu entender, que não gostaria de ouvir dele. Agora, nove anos de cadeia começando regime fechado, cassação de mandato, inelegibilidade e multa é abuso”, afirmou Bolsonaro.

Apesar das afirmações, o presidente recebe Silveira com frequência no Palácio do Planalto. Como mostrou o Estadão/Broadcast Político, o deputado é inclusive recebido em agendas secretas no gabinete para tratar de eleições.

Na tarde desta quarta-feira, 25, por exemplo, Silveira foi flagrado pela reportagem na entrada de um elevador do Palácio do Planalto. Questionado, não quis responder se teria encontro com o presidente, mas subiu até o terceiro andar, onde fica o gabinete de Bolsonaro.



Silveira busca apoio do governo para ser candidato ao Senado pelo Rio de Janeiro, mas o PL – partido ao qual Bolsonaro está filiado – já tem concorrente ao cargo: o senador Romário, que tenta a reeleição.