Finanças

Bolsas fecham em queda em NY, com realização de lucros após recordes

As bolsas de Nova York recuaram nesta quinta-feira, 2, um dia após registrarem seu maior avanço diário neste ano. Após os índices acionários terminarem a quarta-feira em patamares recordes, houve realização de lucros. Além disso, o destaque foi a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de ações da Snap, do setor de tecnologia.

O índice Dow Jones fechou em baixa de 0,53% (-112,58 pontos), para 21.002,97 pontos, o Nasdaq caiu 0,73% (-42,81 pontos), para 5.861,22 pontos, e o S&P 500 teve queda de 0,59% (-14,04 pontos), chegando a 2.381,92 pontos.

Alguns operadores viram com bons olhos a sessão negativa, após uma série de recordes ao longo das duas últimas semanas. “Os mercados em apenas uma direção não são como o saudável sobe e desce”, comentou Jonathan Corpina, da Meridian Equity Partners.

A ação que esteve em foco foi a da Snap, controladora do Snapchat, que foi negociada pelo primeiro dia. A ação foi precificada em seu IPO a US$ 17, abaixo da expectativa, um dia antes. O papel já abriu a US$ 24 e fechou a US$ 24,53, em alta de 44,29%. O IPO foi o maior no setor de tecnologia em Wall Street desde o do Alibaba, em 2014.

Na agenda de indicadores de hoje, o índice de condições empresariais da região de Nova York caiu de 57,7 em janeiro para 51,3 em fevereiro, mas seguiu acima da marca de 50, em território positivo. Os pedidos de auxílio-desemprego recuaram 19 mil na última semana, para 223 mil, ante previsão de 245 mil dos analistas.

Nesta semana, as ações ganharam apoio de sinais de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) mostra-se cada vez mais otimista com a economia dos EUA. Além disso, o presidente americano, Donald Trump, fez um discurso no qual reafirmou que pretende lançar mão de políticas para impulsionar o crescimento.

“Os investidores de ações têm mais certeza sobre os lucros futuros agora que em qualquer momento dos últimos cinco anos”, disse Edward Smith, estrategista da Rathbones em Londres. Segundo ele, porém, esse quadro gera certa cautela, já que o quadro macroeconômico poderia justificar um impulso nas ações, mas elas parecem estar excessivamente altas.

Há expectativa pelo discurso da presidente do Fed, Janet Yellen, nesta sexta-feira. Investidores buscarão pistas sobre a perspectiva para a taxa de juros nos EUA neste mês. Fonte: Dow Jones Newswires

Veja também

+ Quarta parcela do auxílio sai hoje (14) para os nascidos em agosto

+ Cunhado de Maradona morre de Covid-19 na Argentina

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?