Finanças

Bolsas de NY renovam recordes com apoio de montadoras e companhias aéreas

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em alta nesta terça-feira, 3, com os três principais indicadores registrando recordes de fechamento em Wall Street, apoiados pelo resultado positivo das vendas de montadoras e o bom desempenho dos papéis de companhias aéreas.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,37%, para 22.641,67 pontos; o S&P 500 avançou 0,22%, para 2.534,58 pontos; e o Nasdaq subiu 0,23% e encerrou aos 6.534,58 pontos. É a segunda sessão seguida em que os três indicadores registram recordes.

Os maiores fabricantes de automóveis dos EUA reportaram vendas sólidas em setembro, em um impulso para a indústria após meses de resultados decepcionantes. As ações da General Motors subiram 3,1% e as da Ford avançaram 2,1% após ambas as companhias registrarem um aumento de vendas de picapes e SUVs, seus produtos mais lucrativos.

Além disso, a Delta Airlines atualizou sua perspectiva para o terceiro trimestre, incluindo o impacto do furacão Irma, que resultou no cancelamento de 2,2 mil voos. Excluindo isso, o ambiente de preços para a Delta “parece estar se estabilizando, o que deve ser visto como favorável”, de acordo com um analista da Cowen & Co. As ações da Delta subiram 6,6%, enquanto as concorrentes American Airlines e a United Continental Holdings subiram 5,8% e 6,1%, respectivamente. Os ganhos influenciaram outros setores.

Os ganhos somaram-se às pontuações recordes de segunda-feira, 2, quando foram divulgados dados que mostraram que atividade manufatureira dos EUA atingiu o maior nível em 13 anos em setembro, superando as expectativas. Isso na sequência de leituras sólidas na China e no Japão no começo da semana.

“Nós temos mais uma rodada de dados que mostram que a economia global e a dos Estados Unidos está se saindo bem agora”, disse said Willie Delwiche, estrategista da Robert W. Baird & Co.

“Isso está sendo justamente bem recebido no mercado acionário”, acrescentou, embora tenha alertado que o mercado pode ter exagerado um pouco no curto prazo com o sentimento otimista dos investidores. (Com informações da Dow Jones Newswires)