Finanças

Bolsas de NY fecham sem sinal único, com balanços em foco, mas pouco impulso



Os mercados acionários de Nova York não tiveram sinal único, nesta quinta-feira. Investidores monitoraram balanços corporativos, mas o quadro geral foi de pouco impulso, após ganhos fortes no pregão anterior.

O índice Dow Jones fechou em baixa de 0,26%, em 32.726,82 pontos, o S&P 500 caiu 0,08%, a 4.151,94 pontos, e o Nasdaq avançou 0,41%, a 12.720,58 pontos.

Entre ações em foco, Restaurant Brands International registrou alta de 7,40%, após publicar balanço. A companhia canadense que controla as operações do Burger King teve resultados que superaram as expectativas, no segundo trimestre.

Também após balanço, ConocoPhillips chegou a subir em parte do dia, mas terminou em baixa de 1,58%.




Em jornada de perdas para o petróleo, Chevron recuou 2,72% e ExxonMobil, 4,21%, no setor de energia.

O quadro foi misto entre os setores nesta quinta em Nova York, com o financeiro e o de saúde também em queda. Já o industrial, tecnologia e serviços de comunicação exibiram ganhos, este dois últimos ajudando o Nasdaq a subir.

Entre ações importantes, Amazon avançou 2,19%, Microsoft subiu 0,42%, Meta teve alta de 1,05% – após lançar sua primeira oferta de bônus corporativo – e Alphabet ganhou 0,09%. Apple, porém, recuou 0,19%. Entre outros papéis, Boeing caiu 0,08%, Caterpillar subiu 0,42% e Netflix avançou 1,40%.


Tesla, por sua vez, fechou em alta de 0,40%, em meio à expectativa de que acionistas da empresa deem seu aval para o desdobramento de uma ação em três da fabricante de automóveis elétricos. Em todo o ano atual, o papel da Tesla recua 12,38%, mas apenas em agosto ele exibe alta de 3,86%.

Entre os dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), houve renovadas promessas de combate à inflação, mas sem mudanças em relação à comunicação recente da instituição nesta quinta.