Finanças

Bolsas de NY fecham em alta e índices renovam recordes pelo 3º dia consecutivo

Crédito: Tumisu Pixabay

Os 3 principais índices renovaram recordes históricos pelo 3º dia consencutivo. Investidores operaram esperando o fim dos estímulos do FED, nesta quarta (Crédito: Tumisu Pixabay)

As bolsas de Nova York fecharam com ganhos moderados nesta terça-feira, 2, ainda de olho em balanços corporativos do terceiro trimestre. Os três principais índices acionários renovaram recordes históricos pelo terceiro dia consencutivo. Investidores operaram em compasso de espera pelo início da retirada de estímulos monetários pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano), amanhã.

O índice Dow Jones encerrou em alta de 0,39%, a 36.052,63 pontos, o S&P 500 avançou 0,37%, a 4.630,65 pontos e o Nasdaq ganhou 0,34%, a 15.649,60 pontos.



Moedas: dólar se fortalece ante rivais, na véspera de decisão monetária do Fed

“O mercado de ações está notavelmente resiliente agora e subiu apesar dos problemas da cadeia de suprimentos, preocupações com a inflação, aumento dos juros dos Treasuries e um Fed mais hawkish”, destaca o diretor-gerente do UBS Private Wealth Management, Greg Marcus.

A ação da ConocoPhillips contrariou o clima positivo em Wall Street e perdeu 2,09%, embora a empresa tenha informado lucro líquido de US$ 2,38 bilhões no terceiro trimestre, revertendo prejuízo de igual período de 2020.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


Por outro lado, Pfizer subiu 4,15%, após a farmacêutica revelar que as vendas de vacinas para a covid-19 permitiram que sua receita saltasse a US$ 14,6 bilhões nos três meses encerrados em setembro, de US$ 1,7 bilhão no mesmo intervalo do ano passado.

Há grande expectativa nas mesas de operações pela decisão do Fed amanhã. A autoridade monetária deve anunciar o início da retirada de estímulos monetários, no processo conhecido como “tapering”, conforme mostrou reportagem do Broadcast ontem.


*Com informações da Dow Jones Newswires